terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Só vim pra dizer "adeus"...

Oi,amor...
será que ainda posso te chamar assim?
Creio que não...
talvez em nome dos velhos tempos,em nome de tudo que passamos,porém,
o que digo é:
minha mente paradoxal chegou a um estágio insustentável,
preciso me descobrir,
os solavancos da vida,que me fizeram acordar,
dizem que a hora do "ir-se" chegou
e baseado nisso chego a conclusões inabaláveis...
quando eu contigo falava,
como ingênua criança,
dos meus sonhos e planos mais instáveis,e como resposta
você me olhava indiferente,
"hei,sou eu aqui!" meu coração gritava,
meu suor se convertia em lágrimas,percebi então,
que meu castelo de areia tinha desabado com a onda final do seu apático olhar,
mas no fundo,
eu não queria acreditar;
poderia ser somente uma fase,um estágio que logo passaria
e você voltaria a estar comigo,
não em corpo,mas em alma...
Foi minha culpa,foi minha tolice,
não notei a sua mudança e muito menos a minha
me embalava em projeções passadas...
o nosso sorriso fácil,as bobagens que dizíamos,
nossos nomes emoldurados em um coração...
que ridículo...
o perfeito encaixe da sua mão na minha,
a flor vermelha que você me deu...
tudo ainda vivo em meu peito,
mas em minha mente...
ah,minha mente,em ideal contradição com o mundo...
nós não nos entendíamos mais,
o meu intelecto era o seu social,o seu sentimento não era o meu ideal,
e não entendia o porquê...
no entanto,a vida nos estava moldando,
e nessa fase de transição,tínhamos que ficar juntos...
os seus livros ainda estão comigo,mas os devolverei...um por um...
apenas quero a página de um soneto
que no final diz:"mas que seja infinito enquanto dure"...
nos retrata bem...
com os que lhe dei,fique,preciso de novos que me representem,
preciso de novos que me descrevam,
que exponham os detalhes do que eu nem sei dizer...
De tudo isso,apenas guardo o carinho...
te adoro pelos momentos alegres,
te odeio por ter me feito chorar...
o fascínio que sentia por você se transformou em afeto,nada mais...
me perdoe se porventura alguma mágoa causei,
meus paradigmas me perseguem...
E então,
seguirei o meu caminho,
siga o seu.
Busque a sua felicidade
que a minha há muito busco,
e em meio a lembranças,
dizeres,
palavras,
enigmas,
só vim aqui pra dizer "adeus"...


5 comentários:

Srta. V disse...

o_O

Edu Rocha disse...

que honra a minha, ser acompanhado por ti...incrivel o jeito que se expressa...
formidavel...
tenho mesmo que aprender a interpretar, sou meio alienado as inplicidades textuais!!

Beta Profice disse...

Que bom ter alguém que tem coragem de dizer o temido adeus, acompanhando meu blog...Me enche de coragem!
=)
Obrigada!
Bjo*

Nine disse...

muito legal seu blog...
dizer adeus é dificílimo...porque na maioria das vezes, a mente da gente não quer desapegar...
um abraço.
\o

Nine disse...

eu acho que sei, do cursinho,
mas tou na dúvida...
poderia me esclarecer??????
rsrsrsrsrsrs
um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...